Cavaco diz torcer por decisão em 1º turno na eleição de Portugal

Presidente, que tenta se reeleger para mais um mandato, pediu aos portugueses que 'não deixem de votar'

EFE |

O conservador Aníbal Cavaco Silva, atual chefe de Estado português e favorito nas eleições, expressou seu desejo de que "seja conhecido já neste domingo o futuro presidente da República", em alusão a seu desejo de evitar um segundo turno.

Cavaco, apoiado pelo principal partido da oposição, o Social Democrata (PSD), pediu aos portugueses que "não deixem de votar", apesar do intenso frio em algumas partes do país. Até o meio-dia (10 horas de Brasília), a participação no pleito se situava em 13,4%, 6% a menos que em 2006, segundo as autoridades eleitorais.

"Desejo que a abstenção seja inferior a de quando meu antecessor disputou pela segunda vez a eleição presidencial", disse Cavaco, em referência à reeleição de Jorge Sampaio em 2001, quando a abstenção foi de 50%.

As pesquisas dão ao dirigente do PSD, que foi primeiro-ministro entre 1985 e 1995, mais de 50% dos votos nestas eleições, o que evitaria a realização de um segundo turno, no qual provavelmente enfrentaria o socialista Manuel Alegre, o segundo com mais apoio entre os outros cinco aspirantes.

A campanha presidencial foi marcada pela forte recessão econômica vivida pelo país e pelos avisos de uma possível crise política, derivada pela falta de apoio ao Partido Socialista (PS), que governa em minoria desde 2009. Apesar de sua relação com o Executivo do socialista José Sócrates ter se deteriorado nos últimos anos, Cavaco insistiu que é um presidente "a favor da estabilidade".

Cerca de 9,6 milhões de portugueses podem ir neste domingo às urnas para escolher o próximo presidente do país, um cargo sem funções executivas e cujas tarefas principais são sancionar leis e convocar eleições. O pleito se desenvolve com normalidade, exceto pelo boicote nos centros de votação de algumas localidades do norte do país, onde seus habitantes reivindicam acesso à internet e melhores serviços públicos.

    Leia tudo sobre: cavacoportugaleleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG