Católicos e muçulmanos propõem revisão de livros didáticos

CIDADE DO VATCANO (Reuters) - Autoridades católicas e muçulmanas propuseram nesta quinta-feira que os livros didáticos sejam reescritos de modo a eliminar termos ofensivos a outras religiões. Livros escolares deveriam ser revistos a fim de não conter material que possa ofender sentimentos da crença de outros religiosos, às vezes por meio da apresentação errônea de dogmas, de morais ou da história, disse um comunicado divulgado conjuntamente, após visita de uma delegação da Universidade Al Azhar (Cairo) ao Vaticano.

Reuters |

A nota não diz exatamente como as duas maiores religiões monoteístas do mundo pretendem promover a revisão dos livros.

Em novembro de 2008, acadêmicos muçulmanos e do Vaticano realizaram um primeiro evento para discutir a necessidade de conter a difusão de impressões errôneas sobre as religiões, e apontaram a melhora dos livros didáticos como instrumento para tanto.

A declaração conjunta também cita a necessidade de blindar a juventude da violência e do extremismo religioso.

(Por Phill Stewart)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG