Católicos dos EUA apóiam liderança de Bento XVI, mas poucos são praticantes

Washington, 13 abr (EFE).- Os católicos americanos estão satisfeitos com a liderança do papa Bento XVI, que esta semana chegará em viagem pastoral aos Estados Unidos, mas praticam pouco sua fé, segundo uma enquete publicada hoje.

EFE |

A pesquisa, encomendada pela Conferência Episcopal americana e elaborada em fevereiro pelo Centro de Pesquisa Aplicada da Universidade de Georgetown, descobriu que a maioria dos católicos acredita que é possível ser um bom fiel sem ir à missa ou ao confessionário.

Aproximadamente 45% dos 64 milhões de católicos americanos afirmam não se confessar jamais, e cerca de 30% cumprem com o sacramento menos de uma vez por ano.

A cada semana, um terço dos católicos vai à missa. A maioria deles, por volta de 64%, nasceu antes de 1960, e declara freqüentar a igreja pelo menos uma vez ao mês.

Por outro lado, dentre os jovens nascidos após 1980, apenas 36% participam das celebrações ao menos uma vez ao mês.

Quanto à aceitação da hierarquia eclesiástica, 80% dos entrevistados se declararam satisfeitos ou muito satisfeitos com a liderança de Bento XVI na Igreja Católica, um sentimento que se estende aos bispos americanos.

Dentre os católico do país, 72% afirmaram estar satisfeitos com os bispos, o que representa uma alta de 14 pontos percentuais em relação à 2004, quando a Igreja se viu envolvida em diversos escândalos sexuais.

O pontífice definiu como uma "experiência missionária" a viagem que empreenderá na próxima terça-feira aos Estados Unidos, onde visitará Nova York e Washington.

Bento XVI pediu aos fiéis que "lhe acompanhem com a oração" em sua viagem apostólica de seis dias aos EUA, e expressou seu desejo de que este seja "um período de renovação espiritual para todos os americanos". EFE mv/bf/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG