A Catedral de Birmingham, no norte da Inglaterra, está planejando abrir um bar de vinhos para tentar atrair fiéis. O projeto é do recém contratado diretor de eventos da paróquia, Mark Hope-Urwin, que abandonou o cargo de executivo na famosa loja de departamentos inglesa John Lewis para trabalhar com a catedral.

Em entrevista à BBC Brasil, o decano assistente, Peter Howell Jones, afirmou que o plano ainda está no estágio inicial e que a viabilização do projeto irá depender de questões econômicas e da aprovação da Assembléia da Catedral.

Ele explica ainda que a idéia de abrir um bar de vinhos faz parte de um processo maior que pretende atrair mais fiéis para a igreja e seria também uma forma de arrecadar fundos para a paróquia.

"Estamos pensando em como receber melhor as pessoas e fazer com que a catedral passe a fazer mais parte da vida da comunidade", disse ele à BBC Brasil.

Apoio

Ele conta que, desde que o projeto se tornou público depois da publicação de algumas reportagens na imprensa britânica, a congregação ficou animada com a idéia.

"Não houve nenhuma reclamação dos membros de nossa congregação. Eles na verdade acham que é muito engraçado", afirmou.

Howell-Jones disse ainda que a catedral de Birmingham já realiza missões em pubs próximos à paróquia e serve vinho em alguns de seus eventos.

Segundo ele, não há "nenhum antagonismo em servir bebidas alcoólicas em catedrais anglicanas".

O decano assistente cita ainda que algumas catedrais, como a de Lichfield, também ao norte do país, produzem vinhos.

A idéia, no entanto, parece não agradar a todos.

Em entrevista ao jornal britânico Daily Telegraph, o secretário-geral da Church Society, reverendo David Philips, afirmou que "abrir bares que servem vinho não parece um modo apropriado de gerar dinheiro".

Leia mais sobre vinho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.