Catástrofes naturais matam 235.816 em 2008, quase todas na Ásia

Em 2008, 235.816 pessoas morreram em catástrofes naturais, a grande maioria no furacão Nargis em Mianmar e no terremoto que devastou à província de Sichuan, na China, segundo as estatísticas publicadas nesta quinta-feira pela ONU.

AFP |

Este é o maior número de vítimas fatais desde o tsunami que atingiu as costas do sudeste asiático em 2004, segundo estatísticas do Centro de Pesquisas sobre a Epidemiologia das Catástrofes de Lovaina (Bélgica).

O furacão Nargis em Mianmar foi o fenômeno natural que mais deixou vítimas no ano passado, com 138.366 mortos, seguido pelo terremoto em Sichuan, com 87.476 mortos.

"É triste pensar que as perdas humanas e econômicas poderiam ter sido muito inferiores se os imóveis da China, principalmente as escolas e os hospitais, tivessem sido construídos de forma a resistir melhor aos terremotos", declarou Salvano Briceño, diretor do Secretariado da ONU encarregado de elaborar estratégicas para reduzir as consequências das catástrofes naturais.

"Um sistema de alerta antecipado (dos ciclones), assim como um bom preparo da população, também poderiam ter salvado muitas vidas em Mianmar", acresentou.

As outras 319 catástrofes registradas em 2008 deixaram no total quase 10.000 mortos. Somente duas delas causaram a perda de mais de 1.000 vidas humanas: as inundações na Índia em julho e agosto (1.963 mortos) e uma onda de frio no Afeganistão em janeiro (1.317 mortos).

dro/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG