Castelo de Carla Bruni é vendido a xeque árabe por 9 milhões de euros

O castelo da família de Carla Bruni, a esposa do presidente francês Nicolas Sarkozy, será vendido a um xeque árabe por nove milhões de euros, escreveu nesta quarta-feira o jornal La Stampa.

AFP |

"Sim, finalmente encontramos um comprador. De qualquer forma, já tínhamos deixado de ir para Castagneto Po", explicou Marisa Bruni Tedeschi, a mãe da primeira-dama da França, em declarações publicadas pelo jornal de Turim.

A existência do castelo de Castagneto Po, na região de Turim (norte da Itália), foi mencionada pela primeira vez em 1019, segundo La Stampa.

Destruído e reconstruído várias vezes com o passar dos séculos, ele foi comprado em 1952 pelo pai de Carla Bruni, Alberto Bruni Tedeschi, herdeiro de uma rica família de industriais.

Segundo o jornal, o acordo de venda deve ser assinado rapidamente.

O castelo tem 40 salas, distribuídas em 1.500 m². Os móveis de Castagneto Po já foram vendidos em leilão, em Londres. por mais de 10 milhões de euros, afirmou o jornal.

O castelo pertence igualmente a Carla Bruni, a sua mãe e a sua irmã, a atriz e diretora Valeria Bruni Tedeschi.

    Leia tudo sobre: carla bruni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG