Cassini começa a transmitir informações sobre lua Enceladus de Saturno

Washington, 12 ago (EFE).- A sonda Cassini, um projeto conjunto da Agência Espacial Européia (ESA) e da Agência Espacial Americana (Nasa), começou a transmitir informações sobre a lua Enceladus de Saturno, informou hoje o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL).

EFE |

Essas informações podem ajudar a elucidar o mistério acerca das evidências detectadas em uma zona do pólo sul dessa lua, e que poderiam apontar para a presença de água líquida.

"É com prazer que informamos que a Cassini começou a enviar dados", informou Julie Webster, chefe da equipe responsável pela Cassini.

As informações que estão sendo recebidas pelo JPL foram recolhidas pela Cassini quando a sonda se aproximou da Enceladus, a uma velocidade de 17,7 quilômetros por segundo (76.500 km/ h).

Durante a manobra, a Cassini apontou suas câmeras para as fissuras paralelas do pólo sul da Enceladus, onde se detectaram os gêiseres.

"Há muito entusiasmo perante o que pode ser revelado por essa aproximação", afirmou Bob Pappalardo, cientista da Cassini no JPL.

"Nos próximos dias e semanas, as equipes da Cassini começarão a analisar as fotografias e outros dados para extrair novas informações sobre este pequeno e ativo mundo", acrescentou.

A sonda foi lançada em 15 de outubro de outubro de 1997, em uma viagem de sete anos a Saturno, planeta ao qual chegou em julho de 2004.

Os cientistas da missão têm previstas duas aproximações da Cassini a Enceladus em outubro. A primeira delas levará a sonda a 25 quilômetros dessa lua, que tem um diâmetro de apenas 500 quilômetros. EFE ojl/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG