Rio de Janeiro, 12 mai (EFE).- O número de casos suspeitos de gripe suína no Brasil aumentou de 22 para 32 entre ontem e hoje, informou o Ministério da Saúde.

No entanto, as ocorrências suspeitas podem chegar a 34, disse o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante uma audiência no Senado na qual confirmou que outros 29 pacientes continuam em observação e 166 casos foram descartados.

Temporão também afirmou que ainda é cedo para fazer previsões sobre a expansão do vírus da doença pelo mundo.

"A Organização Mundial da Saúde (OMS) mantém o nível de alerta em 5, mas isso pode mudar a qualquer momento", assegurou o ministro.

Temporão destacou também que esta é a primeira vez em que o acompanhamento de uma doença foi feito em tempo real e disse que as primeiras informações mostram que o vírus "não é tão agressivo como se pensava".

Mesmo assim, o ministro lembrou que é impossível fazer uma previsão sobre o que pode ocorrer nos próximos meses e explicou que, no Brasil, a disseminação da gripe "é limitada".

No Rio de Janeiro, o primeiro paciente brasileiro com a doença receberá alta amanhã após nove dias de internação, informou hoje a chefe do Serviço de Doenças Infecciosas do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, Regina Barbosa.

Barbosa assegurou que o paciente, que contraiu a doença durante uma viagem ao México, não apresenta nenhum risco de transmissão do vírus da gripe. EFE edv/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.