Casos de malária caem pela metade nas Américas entre 2000 e 2008

Genebra, 15 dez (EFE).- O número de casos de malária na região das Américas caiu de 1,14 milhão em 2000 para 572 mil em 2008, com o Brasil apresentando oscilações no número de casos - o que pode ser associado a uma redução -, segundo o Relatório Mundial sobre a Malária 2009, divulgado hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

EFE |

Apesar disso, a transmissão dessa doença continua sendo registrada em 21 países da região, e cerca de três em cada dez pessoas correm um variável nível de risco de contrair a doença.

O estudo afirma que, em 12 países da região, os casos de malária diminuíram nesse período em mais de 50% (Argentina, Belize, Bolívia, Equador, El Salvador, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Nicarágua, Paraguai e Suriname).

Quatro países (Argentina, El Salvador, México e Paraguai) se encontram na fase de eliminação ou pré-eliminação da malária.

Além do Brasil, mais quatro países (Colômbia, Costa Rica, Panamá e Peru) informaram sobre oscilações no número de casos de malária entre 2000 e 2008, o que a OMS considera que pode ser associado com uma redução destes nos últimos anos.

Apenas três países (República Dominicana, Haiti e Venezuela) informaram sobre um aumento de casos nesse período, mas, no caso do Haiti, está relacionado ao aumento do número de exames de sangue realizados a cada ano. EFE vh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG