Casos de gripe suína chegariam a um milhão nos Estados Unidos

O número de casos de gripe suína nos Estados Unidos chegaria a um milhão, metade deles na cidade de Nova York, informou nesta sexta-feira um porta-voz dos Centros Federais de Controle e Prevenção das Doenças (CDC).

AFP |

"Esta estimativa é baseada num modelo computadorizado e no número de casos já registrados", explicou à AFP o porta-voz Dave Daigle.

A cidade de Nova York, particularmente atingida pelo vírus, pode ter até 500.000 casos, alertou.

No entanto, o milhão de pessoas supostamente infectadas pelo vírus A (H1N1) da gripe suína nos Estados Unidos ainda é modesto, se comparado aos cerca de 36 milhões de americanos infectados a cada ano pela gripe comum.

Os Estados Unidos têm até agora quase 28.000 casos de gripe suína, ou seja, metade dos casos registrados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em todo o mundo.

Destes 28.000, 3.000 foram internados e 127 morreram, segundo os números dos CDC.

De acordo com os Centros, a idade média das pessoas que contraíram o vírus nos Estados Unidos é de 12 anos, a idade média das pessoas internadas é de 20 anos, e a idade média dos mortos é de 37 anos.

Segundo os últimos números da OMS, publicados nesta sexta-feira, 59.814 pessoas em 113 países pegaram a gripe suína, e 263 morreram.

js/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG