Casos de gripe H1N1 chegam a 3.125 no Chile

SANTIAGO (Reuters) - O Chile anunciou na terça-feira que os casos de infecção pela gripe H1N1 no país dispararam a 3.125, com 87 em estado grave, o que consolida o país como a nação sul-americana com maior número de pessoas registradas com o vírus até o momento. O Chile teve um explosivo aumento nos casos confirmados da nova cepa de influenza em meio a uma queda nas temperaturas às vésperas do inverno.

Reuters |

"77 por cento dos casos confirmados estão recuperados; 20,3 por cento estão em tratamento, recuperando-se em seu domicílio", disse um comunicado do Ministério da Saúde.

O país registrou até o momento duas mortes pela nova gripe: um homem de 37 anos que morreu em Puerto Montt e outro de 56 anos, na cidade vizinha de Osorno.

(Reportagem de Rodrigo Martínez)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG