Quito, 25 mai (EFE).- O número de casos comprovados de pessoas com o vírus AH1N1, causador da gripe suína, subiu para 24 no Equador, informou hoje o Ministério da Saúde Pública equatoriano.

O órgão revelou o novo número em comunicado no qual relata a reunião da ministra de Saúde Pública equatoriana, Caroline Chang, com o titular de Proteção Social da Colômbia, Diego Palacio, na cidade fronteiriça de Tulcán com o objetivo de estudar medidas conjuntas para evitar a propagação do vírus.

Na reunião, os ministros estiveram acompanhados por autoridades locais das zonas fronteiriças dos dois países e todos examinaram uma forma conjunta de controle da transmissão do vírus.

Até o momento, foram confirmados no Equador 24 pacientes, segundo o comunicado do ministério, enquanto na Colômbia já são 13 as pessoas infectadas.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE ic/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.