Tamanho do texto

Genebra, 24 jun (EFE).- A extensão do vírus da gripe suína pelo mundo aumenta, e segundo os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicados hoje, já há 55.

867 casos confirmados, dos quais 238 derivaram em morte.

Isso representa que nos dois últimos dias, desde o boletim anterior, foram 3.707 novos casos e sete mortes.

O maior número de casos segue sendo nos Estados Unidos, com 21.449 infectados, entre eles 87 mortes, estimativa que, no entanto, se manteve intacta nos últimos dois dias.

Por outro lado, o México, onde há confirmados 7.847 casos, viu aumentar as infecções em 223 desde o último relatório da OMS, com dois novos mortos, o que eleva o número total a 115.

No Canadá, foi informado sobre 747 casos mais e duas novas mortes, o que confirma uma rápida expansão nos últimos dias e eleva o total de ocorrências a 6.457, das quais 15 derivaram em morte.

Por número de infectados, o Canadá é seguido por Chile (4.315, estável desde o último boletim), Reino Unido (2.905, 399 casos novos), Austrália (2.857, 203 casos novos) e Argentina (1.213, 203 casos novos).

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE vh/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.