Caso Jaycee Dugard: Garrido violentou adolescente em 1972

Phillip Garrido, o suposto sequestrador de Jaycee Dugard, drogou e depois violentou uma outra adolescente de 14 anos na Califórnia em abril de 1972, e é suspeito de ter cometido outros crimes, afirmou a polícia nesta quinta-feira.

AFP |

O tenente Leonard Orman declarou durante entrevista à imprensa que Phillip Garrido, acusado de ter sequestrado Jaycee Le Dugard  e de estuprá-la durante os 18 anos de cativeiro, havia violentado uma adolescente em 1972 - um crime pelo qual jamais foi condenado. As investigações contra ele chegaram a ser abandonadas na época.

Segundo o tenente Orman, em abril de 1972, a adolescente de 14 anos havia encontrado Phillip Garrido na biblioteca de Antioch, a cidade onde Jaycee Dugard foi raptada, a 70 quilômetros a leste de São Francisco.

"Ela entrou no carro de Garrido", que lhe deu barbitúricos e a levou para um motel, precisou.

A vítima despertou sozinha, e tomou consciência de que havia sido "estuprada várias vezes", acrescentou.

Após reencontrar a filha, os pais da adolescente chamaram a polícia, que chegou a deter Phillip Garrido. Mas "em determinado momento, as investigações foram abandonadas" por motivos ainda não bem explicados, disse ele.

Ouvido sobre a existência eventual de outras vítimas, o tenente Orman respondeu: "Outras vítimas? Há muitas chances, sim".

Phillip Garrido teria agredido pelo menos duas pessoas antes de sequestrar, em 1991, a pequena Jaycee Dugard, então com 11 anos.

Ele foi condenado em 1977 a 50 anos de prisão pelo rapto, em 1976, de uma funcionária do cassino em Reno (Nevada), tendo recebido liberdade condicional em 1988.

Phillip Garrido e sua mulher Nancy são acusados de manter Jaycee Dugard como refém junto com suas duas filhas, concebidas com Garrido, em cabanas e barracas escondidas no fundo da casa onde moravam.

Leia também:


Leia mais sobre Jaycee Lee Dugard

    Leia tudo sobre: estuproseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG