Caso Google não vai afetar relações com os EUA, diz governo chinês

SÃO PAULO - A retirada do Google da China não vai afetar as relações com os Estados Unidos a não ser que alguém dê um caráter político ao tema, comentou o porta-voz do ministério do Exterior da China, Qin Gang. Em entrevista coletiva, ele sustentou que o caso Google é uma questão comercial e não vai atingir a imagem da China.

Valor Online |

"O que a China está tentando evitar na internet é o fluxo de informação que pode representar um perigo à segurança nacional e aos interesses da sociedade", comentou. "Qualquer empresa estrangeira operando na China deve aceitar as leis e regulamentações chinesas", acrescentou.

Ontem, o Google informou que estava redirecionando as pessoas que visitavam sua página em chinês para uma versão não censurada de seu serviço com hospedagem em Hong Kong.

Nesta terça-feira, segundo matéria do New York Times (NYT), o governo chinês começou a agir para restringir o acesso dos usuários na China continental ao site do Google de Hong Kong.

Empresas chinesas repensam seus negócios com o Google, como China Mobile e China Unicom.

Leia mais sobre: Google

    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG