O primeiro-ministro belga, Yves Leterme, propôs nesta sexta-feira a demissão de seu governo, depois das acusações contra ele de influenciar advogados no caso de resgate do banco Fortis, anunciou seu porta-voz, Peter Poulussen, à AFP.

"O primeiro-ministro propõe a demissão de seu governo", indicou, acrescentando que o ministro convocou imediatamente uma reunião sobre o tema com os membros de seu gabinete.

Entretanto, o rei dos belgas Albert II precisa aceitar a demissão dos membros do governo para que ela se torne efetiva. Ele pode aceitar, negar ou ainda conceder um prazo de reflexão.

A saída do governo mergulharia a Bélgica numa grave crise política. Leterme foi nomeado em março, após nove meses de instabilidade.

Pouco antes do anúncio do porta-voz de Leterme, o ministro belga da Justiça, Jo Vandeurzen, renunciou a seu cargo, depois que o Tribunal de Cassação, a mais alta jurisdição do país, confirmou ter "indícios importantes" de que o governo tentou influenciar juizes no caso do banco Fortis.

A renúncia de Vandeurzen, membro do partido democrata cristão do primeiro-ministro Yves Leterme, foi confirmada à AFP por seu porta-voz.

O Tribunal de Cassação indicou nesta sexta-feira ter "indícios importantes" embora "não tenha provas jurídicas" de que o governo de Leterme tentou influenciar a justiça no Caso do resgate do banco belgo-holandês Fortis.

"Vistos os meios limitados de investigação, não há provas jurídicas de uma tentativa de pressionar o tribunal, embora tenha indubitavelmente indícios importantes neste sentido", escreveu o presidente do mais alto tribunal belga, Ghislain Londers, em um informe.

Conselheiros de Leterme são acusados de ter pressionado advogados para que eles validassem o desmantelamento do grupo financeiro, decidido pelo governo no início de outubro para evitar sua falência diante da crise financeira mundial.

Nesta montagem, as atividades bancárias belgas do grupo, considerado até então jóia nacional, devem ser vendidas ao gigante francês BNP Paribas. E o Estado holandês nacionalizou o essencial das atividades na Holanda.

siu-ylf/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.