Caso Dugard: polícia usará radar a procura de corpos

A polícia da Califórnia usará um radar para vasculhar o jardim de Phillip Garrido, acusado de ter sequestrado Jaycee Dugard durante 18 anos, a procura de corpos de outras possíveis vítimas.

AFP |

Os investigadores informaram nesta sexta-feira que utilizarão um radar e um magnetômetro para vasculhar o subsolo do jardim da casa, situada em Antioch, 70 km a leste de San Francisco.

Dois cães especializados na busca de corpos, levados separadamente à casa na quinta-feira, indicaram um mesmo local, sob uma laje.

Ao menos 60 investigadores, incluindo agentes do FBI, vasculham a casa de Garrido e as propriedades próximas desde a terça-feira, em busca de indícios sobre dois sequestros não resolvidos ocorridos na região de San Francisco no final da década de 80.

Na quarta-feira, os investigadores encontraram ossos na propriedade de Garrido, onde um fragmento de osso, "provavelmente humano", já tinha sido achado em 30 de agosto.

A polícia destacou que não é incomum encontrar ossos de índios que viviam na região.

Fanático religioso e estuprador condenado, Garrido, 58, é acusado de raptar Dugard quando ela tinha 11 anos de idade, em 1991, de mantê-la em cárcere privado, onde a jovem concebeu duas filhas de seu algoz.

Garrido construiu "um quintal dentro do quintal", escondido por uma cerca de madeira de 2,5 metros e densa vegetação, onde Dugard morava com as duas filhas, que hoje têm 11 e 15 anos.

rr/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG