Caso de jornalista assassinada na Rússia será analisado por júri popular

Moscou, 4 out (EFE).- O caso do assassinato da jornalista russa Anna Politkovskaya será analisado no Tribunal Militar da região de Moscou com participação de um júri popular, informou hoje Murad Musayev, advogado de um dos acusados.

EFE |

"É um caso marcadamente político, e sem um júri popular os acusados não teriam nenhuma esperança", declarou à agência "Interfax" Musayev, ao explicar o pedido da defesa de que a causa não seja vista por juízes profissionais.

Desde a implantação dos júris populares há vários anos na Rússia, no quais as pessoas consideram que a Justiça é controlada em alto grau pelo poder, estes demonstraram ser mais benevolentes com os acusados e menos dispostos que os juízes profissionais a cederem ante as exigências dos promotores.

Musayev disse desconhecer se o processo será secreto e a portas fechadas, como ocorre na Rússia com alguns casos de ressonância política, ou se será permitida a presença da imprensa na sala.

A Promotoria Geral da Rússia enviou na última quinta para julgamento o caso do assassinato, em outubro de 2006, de Politkovskaya, uma das mais críticas à política do Kremlin no Cáucaso.

Musayev insistiu na inocência dos acusados e desmentiu as afirmações de fontes judiciais sobre o fato de a Promotoria ter confirmado todas as acusações contra os três acusados no assassinato, que no próximo dia 7 completará dois anos.

"Enviaram para julgamento os casos de dois motoristas e um intermediário e dizem ter resolvido o caso, quando não sabem quem se encarregou, organizou e efetuou o assassinato", declarou.

Segundo a legislação russa, um caso deve ser escutado em um tribunal militar sempre que houver um militar entre os acusados, e Politkovskaia era uma agente dos serviços secretos.

Os três acusados do assassinato da jornalista, que trabalhava para o jornal "Novaya Gazeta", são Serguei Khadzhikurbanov e os irmãos Dzhabrail e Ibragim Makhmudov. EFE se/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG