Caso de governador boliviano preso será levado à AI

La Paz, 2 out (EFE).- Os advogados do ex-governador do departamento (estado) de Pando Leopoldo Fernández anunciaram hoje que farão uma denúncia perante a Anistia Internacional (AI) pela suposta violação dos direitos do seu cliente em uma prisão de La Paz.

EFE |

O advogado de Fernández, Karlo Brito, disse em coletiva de imprensa que a denúncia assinala que não se respeitam "os direitos humanos" e "as garantias individuais" do ex-governador, que, segundo o advogado, o Governo o proíbe de fazer declarações à imprensa.

Fernández está detido há 16 dias em uma prisão no centro de La Paz, acusado de violar o estado de sítio decretado em Pando pelo Governo, com o argumento de que lá aconteceu um "massacre" de camponeses partidários do presidente Evo Morales.

"Até hoje não sabemos com certeza se o senhor Fernández tem a qualidade de confinado político ou está detido preventivamente", afirmou Brito.

O advogado reiterou ainda que Fernández deve ser investigado pela Procuradoria Geral, processado pela Corte Suprema e transferido à cidade de Sucre, sede do Poder Judiciário, para um julgamento. EFE ja/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG