Casal é resgatado no Atlântico após 40 dias à deriva

Um casal britânico está a caminho da Europa nesta segunda-feira, depois de ter sido resgatado no Oceano Atlântico após 40 dias à deriva. Stuart Armstrong e a namorada Andrea Davison partiram com um iate de Cabo Verde, na costa da África, e estavam cruzando o oceano em direção a Antígua, no Caribe, quando o leme do barco quebrou - a mais de 1,9 mil km do destino.

BBC Brasil |

O casal decidiu seguir viagem usando um leme temporário, mas passou quase 40 dias sem rumo até que o mau tempo obrigou a dupla a pedir socorro.

Um petroleiro italiano que navegava na área desviou de sua rota e, na quarta-feira, alcançou o iate, realizando o salvamento.

De acordo com o jornal britânico The Times, o casal demorou tanto para pedir ajuda porque tinha esperança de que conseguiria chegar em terra firme por conta própria, apesar do problema com a embarcação.

Durante o período em que o casal ficou à deriva, a Guarda Costeira britânica foi informada dos desdobramentos por sua equivalente americana.

A agência britânica disse que o casal pediu várias vezes para não ser resgatado, despertando nos oficiais britânicos a suspeita de que a dupla não queria abandonar o iate por problemas ligados ao seguro da embarcação.

Armstrong admitiu que, de acordo com os termos de sua apólice de seguro, ele teria de ter notificado a companhia ao zarpar em uma nova jornada. Ele não tinha se dado conta disso e não havia avisado a empresa.

Ainda assim, enfatizou que isso não afetou sua decisão de continuar com a viagem.

"A decisão foi tomada inteiramente levando em conta minha segurança e na de minha parceira", disse Armstrong. "Você não corre riscos com a vida das pessoas."

O petroleiro que fez o resgate deve chegar a Amsterdã, na Holanda, no dia primeiro de março.

    Leia tudo sobre: oceano atlântico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG