Casal é internado em BH com suspeita de gripe suína

Rio de Janeiro, 27 abr (EFE).- Um casal que chegou hoje a Belo Horizonte, após passar a lua-de-mel em Cancún, no México, foi internado com suspeita de gripe suína, informou à Agência Efe a secretaria de Saúde de Minas Gerais.

EFE |

"O casal tem sintomas considerados como suspeitos da doença e foi submetida a exames para determinar se o caso é de gripe suína", disse à Efe um porta-voz da secretaria.

"Todos os demais passageiros que estavam com o casal também estão sendo acompanhados", acrescentou o porta-voz, sobre o voo que pousou nesta madrugada no aeroporto internacional Tancredo Neves (Confins).

De acordo com a secretaria de Saúde de Minas Gerais, o casal permanecerá pelo menos 24 horas no Hospital das Clínicas de Belo Horizonte, prazo no qual se espera um resultado dos exames de laboratório.

Outros dois turistas brasileiros procedentes do México foram internados no instituto de infectologia Emilio Ribas, em São Paulo, durante o fim de semana por suspeita da doença, mas os médicos afirmaram que nenhum dos casos aparenta ter gripe suína.

Um deles já recebeu alta com diagnóstico de sinusite, enquanto o outro permanece internado, mas o Ministério da Saúde esclareceu que seus sintomas não são compatíveis com os da gripe suína e a secretaria de Saúde de São Paulo investiga a possibilidade de que ele tenha dengue.

Apesar dos dois casos de suspeita da doença em Belo Horizonte, o diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Agenor Álvarez, disse hoje que ainda não há evidência de que o vírus de gripe suína esteja circulando no Brasil.

"Não há motivo para a população entrar em pânico. O Brasil está preparado para enfrentar uma emergência como essa", disse Álvarez, após a primeira reunião do Gabinete de Emergência criado pelo Ministério da Saúde para prevenir uma eventual epidemia no país.

Segundo ele, a reunião acertou a distribuição de pelo menos 100 mil folhetos com informação sobre a gripe suína em todos os aeroportos brasileiros que recebam voos internacionais.

Ele acrescentou que o Brasil conta com pelo menos 49 hospitais preparados para atender os casos de suspeita e que serão distribuídas 100 mil máscaras cirúrgicas nos aeroportos.

O Gabinete de Emergência, criado no sábado, se reunirá diariamente para avaliar a evolução do surto de gripe suína que surgiu no México e indicar as medidas preventivas necessárias para evitar que ele se espalhe pelo Brasil.

A doença é causada pelo vírus A/H1N1 e se manifesta com o aumento repentino da temperatura, tosse, catarro, intensas dores musculares e nas articulações, irritação de olhos e dor de cabeça. EFE cm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG