A BORDO DO AIR FORCE ONE (Reuters) - O porta-voz da Casa Branca Robert Gibbs afirmou nesta quarta-feira que cometeu uma falha de comunicação ao dizer que Mahmoud Ahmadinejad é o líder eleito do Irã, e completou que Washington vai deixar que o povo iraniano decida se a eleição no país foi justa. Deixe-me corrigir um pouco do que eu falei ontem. Eu apontei que o senhor Ahmadinejad era o líder eleito do Irã. Eu diria que não cabe a mim fazer esse julgamento, disse Gibbs a repórteres a bordo do Air Force One.

"Ele tomou posse. Isso é um fato. Se a eleição foi justa, obviamente o povo iraniano ainda tem dúvidas sobre isso, e nós vamos deixar que eles decidam."

Mahmouod Ahmadinejad tomou posse como presidente iraniano nesta quarta-feira em uma cerimônia boicotada por líderes reformistas e parlamentares e marcada por protestos questionando sua vitória.

Ahmadinejad, de 53 anos e com perfil conservador, assume o cargo quase oito semanas após uma polêmica eleição que provocou os maiores distúrbios sociais desde a Revolução Islâmica de 1979 e que dividiu a elite política e clerical.

Obama e os líderes de França, Grã-Bretanha, Itália e Alemanha decidiram não parabenizar Ahmadinejad pela reeleição. Na terça-feira, Gibbs chamou Ahmadinejad de "líder eleito" do Irã durante um encontro com a imprensa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.