Casa Branca reconhece que não tem votos para aprovar reforma migratória

Washington, 22 jun (EFE).- A Casa Branca reconheceu hoje que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não tem, por enquanto, os votos necessários no Congresso do país para a aprovação de uma reforma migratória integral em 2009, uma de suas promessas eleitorais.

EFE |

"Entendo que o presidente deseje que (a reforma) ocorra, mas é preciso saber que, na atual situação, a matemática atrapalha", disse em entrevista coletiva Robert Gibbs, porta-voz da Casa Branca.

Gibbs se referia ao fato de que os defensores da reforma precisam de pelo menos 60 votos para ser aprovada no Senado e de 218 para passar na Câmara de Representantes.

No entanto, o porta-voz reiterou que Obama mantém a esperança de que "mais tarde, neste ano", haja o início de um debate formal da reforma.

O presidente americano deve se reunir nesta quinta-feira com líderes democratas e republicanos de ambas as câmaras do Congresso para discutir o assunto. O encontro já foi postergado em duas ocasiões. EFE mp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG