Casa Branca insiste que Senado deve aprovar reforma na saúde

Washington, 20 dez (EFE).- A Casa Branca insistiu hoje que o Senado precisa aprovar a proposta de lei de reforma no sistema de saúde, apesar das críticas dos republicanos e dos liberais.

EFE |

O Senado deve retomar hoje o debate sobre o projeto. Ontem, o líder da maioria democrata na Casa, Harry Reid, apresentou sua proposta definitiva, fruto de uma série de longas negociações para garantir os 60 votos necessários para a aprovação da reforma.

Em declarações ao canal "NBC", o principal assessor político da Casa Branca, David Axelrod, declarou que a medida, do jeito que está, representa um compromisso e, como tal, não é perfeita, mas simboliza um grande passo adiante.

"Está a anos luz de como estávamos até agora", declarou Axelrod, para quem a medida "não é perfeita, mas com o tempo poderá melhorar".

O assessor político do presidente Barack Obama previu que, graças a esse compromisso, a medida deverá ser aprovada.

"Acho que vamos poder consegui-lo", afirmou o alto funcionário, que frisou que "o Congresso vai aprová-lo".

Em sentido similar se pronunciou o vice-presidente do país, Joseph Biden, em artigo publicado hoje no diário "The New York Times".

De acordo com Biden, a proposta "não é só uma boa medida, é uma medida muito boa".

O senador democrata Ben Nelson anunciou no sábado que daria apoio ao projeto, com o que seu partido conseguiu os 60 votos necessários para garantir a aprovação na Casa, que tem 100 membros.

O objetivo dos democratas é aprovar a medida antes do natal, o que poderia supor uma votação durante a própria noite de 24 de dezembro.

A versão definitiva da medida proposta pelos democratas eliminou a criação de uma opção pública, um seguro de saúde público que concorreria com o setor privado.

Em seu lugar, será permitido às seguradoras privadas que ofereçam planos de cobertura no país inteiro, em vez de ficarem submetidas às regras de cada estado em particular. EFE mv/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG