atividades destruidoras no Líbano - Mundo - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Casa Branca: Hisbolá deve abandonar atividades destruidoras no Líbano

Washington, 8 mai (EFE).- A Casa Branca pediu hoje ao grupo radical xiita Hisbolá que ponha fim a suas atividades destruidoras no Líbano, perante os combates que explodiram entre partidários do Governo e da oposição do país.

EFE |

Em declarações do rancho do presidente George W. Bush em Crawford (Texas), o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, Gordon Johndroe, afirmou que o Hisbolá "deve tomar uma decisão: ser uma organização terrorista ou um partido político".

"Mas não dá para tentar ser as duas coisas ao mesmo tempo", afirmou.

Os enfrentamentos entre as forças do Governo e do Hisbolá, que se iniciaram na zona de Corniche Mazraa, se estenderam também aos bairros de Ras el Nabeh e Barbur, em Beirute, assim como ao Vale do Bekaa, no leste do Líbano.

Os enfrentamentos começaram minutos depois de o secretário-geral do Hisbolá, Hassan Nasrallah, declarar em entrevista coletiva que a decisão do Governo de acabar com sua rede de telecomunicações é "uma declaração de guerra" contra a milícia xiita, que os Estados Unidos incluem em sua lista de organizações terroristas.

Segundo afirmou Johndroe, o Hisbolá "deve começar a desempenhar um papel construtivo, e interromper imediatamente suas atividades destruidoras".

Bush deve se reunir com o primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, no dia 18 de maio, em Sharm el-Sheikh (Egito), ao término de uma viagem pelo Oriente Médio. EFE mv/gs

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG