Casa Branca condena repressão a protestos no Irã

A Casa Branca condenou fortemente neste domingo a repressão injusta e violenta de civis que participavam de manifestações contra o governo no Irã.

AFP |

O comunicado da Casa Branca, escrito com forte teor condenatório, contrasta com as reações relativamente brandas do governo depois dos protestos que se seguiram à reeleição do presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, em junho, também fortemente reprimidas pela polícia política do Irã.

"Condenamos fortemente a repressão injusta e violenta de civis no Irã, que buscam exercitar seus direitos universais", declarou o porta-voz da Casa Branca Mike Hammer em um comunicado.

"A esperança e a história estão do lado daqueles que buscam pacificamente seus direitos universais, e este é o caso dos Estados Unidos", acrescentou.

"Governar através do medo e da violência nunca é justo, e como disse o presidente (Barack) Obama em Oslo, (esta atitude) denuncia quando um governo teme as aspirações de seu próprio povo mais do que o poder de qualquer outra nação", destacou, citando o presidente.

col/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG