Carvalho: Dilma está preocupada com questão nuclear

A influência dos efeitos da tragédia no Japão na política nuclear brasileira seria o principal motivo

AE |

selo

O ministro chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse hoje que a presidenta Dilma Rousseff está "extremamente preocupada" com os efeitos do que ocorreu no Japão, em relação à política de energia nuclear adotada pelo Brasil. Carvalho informou também que Dilma está em contato direto com o Itamaraty para saber da situação de brasileiros que moram no Japão, e que o Banco do Brasil já está trazendo as famílias e os seus funcionários que estão lá.

Gilberto Carvalho disse que não tem informações completas sobre a questão nuclear, mas que todos do governo estão "acompanhando atentamente". "A presidenta está extremamente preocupada, com os efeitos, inclusive aqui, com a questão da nossa política ( nuclear ), com toda esta questão da energia atômica e energia nuclear. Temos que, com responsabilidade, olhar isso", afirmou. O Brasil dispõe hoje de duas usinas nucleares em funcionamento: Angra 1, 2. Angra 3 está em construção e mais quatro usinas estão previstas.

"Não se sabe exatamente a extensão da questão japonesa. Só depois de ter uma análise mais profunda se pode pensar nas influências que o evento japonês poderá ter sobre a nossa política nuclear", comentou.

    Leia tudo sobre: dilma rousseffjapãoterremotopolítica nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG