Cartum ameaça expulsar Minuad de Darfur em caso de processo contra Bashir

O Sudão advertiu nesta sexta-feira que poderá exigir a retirada da força de paz ONU-UA (Minuad) da província de Darfur, se o presidente sudanês Omar al-Bashir for submetido a um processo por genocídio na Corte Penal Internacional (CPI).

AFP |

"Queremos avisar à comunidade internacional que em caso de indiciamento de nosso presidente Omar al-Bashir, não poderemos nos responsabilizar pelo bem-estar das tropas estrangeiras em Darfur", declarou à imprensa Bonal Malual, conselheiro do presidente sudanês.

"Poderíamos pedir às tropas que saiam do nosso territórios", ameaçou.

Em 14 de julho, o procurador da CPI, Luis Moreno-Ocampo, pediu aos juízes da Corte a emissão de uma ordem de captura contra Bashir por gennocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade em Darfur.

Os juízes ainda não tomaram sua decisão.

A Minuad foi colocada em estado de alerta e informou que retirará parte de seus funcionários, mas mantendo os soldados.

aar/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG