Carter diz que Chávez decepciona ao rondar autoritarismo

Bogotá, 20 set (EFE).- O ex-presidente americano Jimmy Carter disse que o chefe de Estado venezuelano, Hugo Chávez, está decepcionando por se desviar para o autoritarismo, em entrevista publicada hoje pelo diário colombiano El Tiempo.

EFE |

"Ele me decepcionou por se separar do que considero que era uma oportunidade justa e honesta, que foi o resultado das eleições legítimas, para uma dominação em excesso de sua parte, que o levou a ter um Governo mais autoritário", comenta o ex-presidente (1977-1981).

O Prêmio Nobel da Paz em 2002 disse também que está "crescentemente preocupado" sobre a inclinação de Chávez a concentrar todo o poder político em "seu próprio escritório".

Sobre as complicadas relações entre seu país e a Venezuela, Carter disse acreditar que Chávez tem uma "reivindicação legítima", já que "não há nenhuma dúvida" de que os EUA tinham "pelo menos pleno conhecimento ou estiveram diretamente envolvidos no golpe" de abril de 2002, que derrubou o líder por 48 horas.

No entanto, de acordo com Carter, "tanto Venezuela e Chávez como as relações internacionais seriam melhores se ele detivesse seus ataques contra os EUA".

Para Carter, os EUA não prestaram a atenção adequada na América Latina no atual e no passado Governo, sobretudo nas oportunidades que os americanos tiveram de desempenhar "um papel igualitário e de respeito mútuo".

"Acho que deveríamos ser mais agressivos com isso", assegura Carter, que acrescenta que conversou "especificamente" sobre o tema com o atual presidente dos EUA, Barack Obama. EFE mb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG