Cartazes pregam boicote à Copa de 2014 por libertação de Battisti

Em Roma, ilustrações espalhadas em muros afirmam que competição está 'manchada pelo sangue italiano' após soltura do ex-ativista

Luisa Girão, iG Rio de Janeiro |

Os italianos dão sinais de que não esquecerão tão cedo a libertação do ex-ativista Cesare Battisti pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 8 de junho. Nas ruas de Roma, já aparecem cartazes pregando o boicote da Itália à Copa do Mundo de 2014 , no Brasil, afirmando que o evento está “manchado pelo sangue italiano”. O cartaz traz desenho com a logo oficial da competição, com cores alteradas e sangue escorrendo.

Luisa Girão
Cartazes espalhados em Roma dizem que Copa de 2014 está 'manchada pelo sangue italiano' e pedem boicote
Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos que ocorreram no final dos anos 1970, quando ele era integrante do grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC). Em 2009, o STF autorizou a extradição do ex-ativista, conforme pedido do governo italiano.

No último dia de seu mandato, Lula seguiu o parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve Battisti no Brasil. Em junho deste ano, o STF decidiu conceder a liberdade definitiva ao ex-ativista, o que revoltou os italianos, causando reações de repúdio do governo e de populares.

    Leia tudo sobre: Cesare BattistiItáliaBrasilCopa do Mundo 2014

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG