Cartaz pela liberdade de reféns no mundo substitui o sobre Betancourt

Paris, 25 jul (EFE).- Um cartaz que pede a liberdade de todos os reféns do mundo ficará a partir de hoje na fachada da Prefeitura de Paris, onde aparecia o retrato da franco-colombiana Ingrid Betancourt e que ela retirou há três semanas, após sua libertação.

EFE |

Betancourt passou mais de seis anos como refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e foi libertada em 2 de julho, junto com 14 reféns, em uma operação do Exército colombiano, e chegou à França dois dias depois.

"Paris se compromete pela liberdade de todos os reféns do mundo", afirma o cartaz, que lembra às pessoas que "todos os homens nascem livres e iguais, segundo o direito", como diz a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O prefeito da capital francesa, Bertrand Delanoë, que inaugurou o cartaz, disse que houve a opção por essa fórmula, em vez de retratos, porque "há muitos reféns no mundo". EFE al/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG