Carta de membro do Hamas é enviada a Obama

JERUSALÉM (Reuters) - Um assessor do Hamas enviou uma carta pessoal ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que foi entregue por um alto diplomata da ONU ao senador norte-americano John Kerry durante uma rara visita à Faixa de Gaza, autoridades disseram nesta sexta-feira. Militantes do Hamas, que controlam o território, negaram a existência da carta, que o consulado norte-americano em Jerusalém enviará a Washington para revisão.

Reuters |

Foi a primeira abertura conhecida do Hamas desde que Obama assumiu a Presidência, no mês passado, mas ainda é incerto se a carta será entregue a ele. Um boicote dos EUA ao Hamas continua sob a nova administração.

Karen AbuZayd, diretora da agência da ONU (Organização das Nações Unidas) para os refugiados palestinos (UNRWA, na sigla em inglês), deu a carta dirigida a Obama, junto a outros materiais, ao senador John Kerry, líder do Comitê do Senado para Relações Exteriores, durante sua rápida visita à Faixa de Gaza na quinta-feira.

O porta-voz no Comitê, Frederick Jones, disse que Kerry deixou Gaza e somente tomou conhecimento da origem da carta após reportagens citarem AbuZayd e outras autoridades da ONU dizerem que a carta havia sido escrita pelo Hamas.

A UNRWA disse que a carta havia sido deixada pelo Hamas em frente ao seu escritório em Gaza. Autoridades da UNRWA não comentaram por que Kerry não foi informado que a carta havia sido enviada pelo Hamas.

Uma autoridade palestina envolvida no assunto disse que a carta foi escrita por Ahmed Youssef, um assessor do Ministério do Exterior do Hamas, e ele agiu por conta própria e não como representante do grupo islâmico que controla a Faixa de Gaza.

O porta-voz do Hamas Fawzi Barhoum negou que a carta entregue a Kerry teria sido enviada pela organização ou seu governo na Faixa de Gaza.

"Ao mesmo tempo enfatizamos que estamos abertos para dialogar com qualquer país e nosso único inimigo é a ocupação sionista", disse.

Autoridades se negaram a revelar o conteúdo da carta, que será repassada a Washington.

(Reportagem de Adam Entous em Jerusalém e Nidal al-Mughrabi em Gaza)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG