Carta com bala e ameaça é enviada a Berlusconi

Uma carta com ameaças acompanha de uma bala e dirigida ao presidente do governo italiano Silvio Berlusconi foi interceptada neste sábado em um subúrbio de Milão, norte da Itália, onde uma carta-bomba feriu levemente um carteiro.

AFP |

"Você vai terminar como um rato ", dizia a carta anônima enviada da agência de correios de Linate, subúrbio de Milão, ao domicílio de Berlusconi.

A carta continha ainda desenhos de pessoas sob as quais figurava nome de quatro dirigente do Partido do Povo da Liberdade (PDL), o partido de Berlusconi.

Em outra agência de correios de Milão, a explosão de uma carta-bomba feriu levemente um funcionário.

O envio dessa carta-bomba, que continha ameaças contra o ministro do Interior, Roberto Maroni, foi reivindicado pela Federação Anarquista Informal (FAI).

"No envelope havia uma folha em que se dizia: 'estupra-se nos centros de identificação de estrangeiros. Maroni é cúmplice'".

Em dezembro passado, a FAI reivindicou a colocação de um pacote-bomba numa universidade de Milão, que explodiu sem deixar feridos.

Leia mais sobre: Silvio Berlusconi

    Leia tudo sobre: bombasilvio berlusconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG