Carro-bomba mata um e fere 30 no sul da Tailândia

Bangcoc, 22 ago (EFE).- Um jornalista tailandês morreu e outras 30 pessoas ficaram feridas na noite desta quinta-feira na explosão de um carro-bomba na conflituosa região muçulmana do sul da Tailândia, confirmaram hoje (hora local) fontes policiais.

EFE |

O atentato aconteceu na cidade de Sungai Kolok, perto de um restaurante da localidade, que fica na fronteira com a Malásia.

Segundo informações, o carro explodiu cerca de 20 minutos depois da detonação de uma bomba colocada em uma motocicleta estacionada a poucos metros do segundo ataque.

O coronel Prapan Meemongkol, chefe da delegacia de Polícia local, identificou o jornalista morto como Chalee Boonsawat, repórter do diário "Thai Rath", o de maior circulação na Tailândia.

As autoridades atribuíram o atentado aos separatistas islâmicos, que freqüentemente detonam explosivos de baixa potência e, em seguida, explodem cargas mais potentes no mesmo local. EFE grc/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG