Beirute, 10 set (EFE) - O líder de um partido político libanês druso morreu hoje na explosão de um carro-bomba em uma localidade a sudeste de Beirute, informou a rede de TV LBC. Segundo a emissora, o político morto é Saleh el-Aridi, membro do Partido Democrático. Outras quatro pessoas ficaram feridas no atentado.

O Partido Democrático é uma legenda minoritária drusa (minoria religiosa derivada do Islã e com muitos elementos do hinduísmo) ligada à oposição.

No atentado, cometido na região de Aley (cerca de 20 quilômetros de Beirute), outras quatro pessoas ficaram levemente feridas.

O partido ao qual pertencia Aridi é presidido por Talal Arsalan, membro de um dos clãs mais importantes da região e rival de Walid Jumblatt, também druso e que dirige o governista Partido Socialista Progressista (Paris Saint-Germain).

No entanto, quando os xiitas do Líbano, liderados pelo Hisbolá, tentaram controlar esta região -majoritariamente drusa-, as duas famílias se uniram temporariamente para tentar conservar o controle.

Walid Jumblatt foi à residência da vítima imediatamente após saber da notícia, informou a televisão "Future". EFE ks/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.