PESHAWAR - Um carro-bomba matou nesta sexta-feira 10 pessoas e deixou 70 feridas, algumas em estado grave, na cidade de Peshawar, noroeste do Paquistão.

O balanço foi confirmado pelo ministro da Informação da cidade, Mian Iftikhar Hussain.

"Pode ser uma reação contra a ofensiva no vale de Swat", disse Hussain depois de visitar os feridos no hospital, em uma referência à ofensiva militar contra os talibãs nesta região do noroeste do país.


Carro-bomba explodiu em rua movimentada de Peshawar / AP

O atentado destruiu um cinema e 10 lojas próximas ao local da explosão. Além disso, mais de 10 carros foram atingidos.

A explosão foi ouvida em diversos pontos de Peshawar, a capital da Província da Fronteira Noroeste.

Apelo da ONU

A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou um apelo por US$ 543 milhões para fornecer ajuda humanitária a mais de 1,6 milhão de pessoas que tiveram que abandonar suas casas por causa dos combates entre tropas do Paquistão e o Taleban no noroeste do país. A ONU disse que o êxodo, que qualificou como "extraordinário" está causando muito sofrimento.

Dezenas de milhares de pessoas permanecem em campos de refugiados ao sul da principal zona de combates no Vale de Swat.

O Exército do Paquistão iniciou uma ofensiva contra o Taleban no dia 2 de maio, depois do fracasso de um acordo de paz, e os militantes começaram a ampliar sua área de influência.

O comandante militar americano, Almirante Michael Mullen, advertiu que a concentração de tropas americanas no Afeganistão pode fazer com que os militantes do Taleban penetrem mais fundo no território paquistanês, desestabilizando o país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.