Carro-bomba em escola mata pelo menos 23 no Paquistão

Pelo menos 23 pessoas morreram na explosão de um carro-bomba em frente a uma escola usada como posto de votação no noroeste do Paquistão. Segundo a polícia, a explosão ocorreu durante o andamento da votação em uma eleição suplementar no distrito de Buner, no vale de Swat.

BBC Brasil |

A bomba destruiu a escola, deixando várias pessoas presas sob os escombros.

Entre os mortos estavam dois policiais. Várias pessoas ficaram feridas.

Um porta-voz do Talebã, o grupo islâmico fundamentalista que luta contra o governo afegão e as forças internacionais no Afeganistão, disse à BBC que o grupo teria realizado o ataque em retaliação a um ataque contra seus combatentes no Paquistão.

Seis militantes do Talebã foram mortos há alguns meses quando moradores do vale de Swat se voltaram contra o grupo islâmico, no que foi visto por correspondentes como um dos primeiros incidentes do tipo na região.

A polícia disse que a votação em Buner, para escolher um representante local para o Parlamento, foi suspensa.

Há informações de que o motorista parou o carro em frente à escola e pediu que as pessoas no local ajudassem a empurrar o veículo, alegando que ele tinha quebrado - com a intenção de reunir o maior número de pessoas possível ao redor do carro-bomba.

Forças de segurança do Paquistão no vale de Swat têm enfrentado combatentes do Talebã na região, tida como um popular destino turístico.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG