Carro avança contra multidão e mata quatro durante Festa da Rainha na Holanda

Quatro pessoas morreram e outras 13 ficaram feridas nesta quinta-feira na Holanda depois de terem sido atropeladas por um carro que, pelo que tudo indica, avançou deliberadamente contra a multidão, talvez com o intuito de atacar a família real holandesa no dia da Festa da Rainha.

AFP |

"Tudo leva a crer que foi um ato deliberado", declarou Ludo Goossens, um representante do Ministério Público (MP), durante entrevista coletiva em Apeldoorn, no centro da Holanda, onde a família real participava das comemorações organizadas por ocasião da Festa da Rainha.

O motorista do veículo, um holandês de 38 anos, foi detido. Ele é suspeito de ter planejado um "ataque contra a família real", segundo o MP. O homem pode ser indiciado por homicídio.

Ferido no acidente, e levado ao hospital, o motorista "não está em condições de ser interrogado", destacou Goossens. Porém, "nada indica que estejamos diante de um ato terrorista, nem que tenha havido explosivos dentro do veículo", acrescentou.

O representante do MP mencionou a possibilidade de um "ato ideológico", ressaltando, no entanto, que "nada permite por ora afirmar que ele tenha sido inspirado por um grupo ou um movimento".

Os policiais ainda estavam na tarde desta quinta-feira revistando a casa do suspeito em Huissen, segundo a agência de notícias holandesa ANP.

Nesta quinta-feira, às 12H00 locais (07H00 de Brasília), o carro, de cor preta, derrubou várias pessoas antes de se chocar contra um monumento, sob os olhares de vários membros da família real holandesa, entre os quais a rainha Beatrix, o príncipe herdeiro Willem Alexander e sua mulher Maxima, que estavam dentro de um ônibus com o teto aberto, acenando para a multidão.

Imagens de TV mostraram socorristas correndo na direção dos feridos, estendidos no chão em meio a poças de sangue e a sapatos.

Quatro pessoas morreram e 13 ficaram feridas, cinco das quais estão em estado grave, informou o prefeito de Apeldoorn, Fred de Graaf. Dois policiais estão entre os feridos, que foram transportados para seis hospitais da região.

"Devido ao acidente, todos os festejos ligados à Festa da Rainha foram cancelados" ou reduzidos na maior parte da Holanda, inclusive em Amsterdã, anunciou a assessoria de imprensa da Casa Real.

"Sua majestade a rainha está muito chocada com o sucedido, e compartilha a dor das vítimas e de seus entes queridos", diz um comunicado publicado pela assessoria.

A Festa da Rainha celebra desde 1949 o aniversário da falecida rainha Juliana, a mãe de Beatrix. O evento atrai centenas de milhares de pessoas a cada ano, sobretudo em Amsterdã.

Nascida em 30 de abril de 1909, a rainha Juliana faria 100 anos em 2009.

O primeiro-ministro holandês, Jan Peter Balkenende, foi a Apeldoorn. Ele se disse "em estado de choque".

mpa/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG