Caroline Kennedy é vista como culpada por fiasco no Senado, diz pesquisa

Nova York, 26 jan (EFE).- Uma maioria relativa dos eleitores de Nova York atribui a Caroline Kennedy a responsabilidade pelo fracasso de sua tentativa de substituir Hillary Clinton no Senado dos Estados Unidos, segundo uma pesquisa divulgada hoje.

EFE |

A pesquisa do Instituto de Opinião da Universidade Quinnipiac disse que a maioria também apoia a decisão do governador do estado, David Paterson, de nomear a congressista democrata Kirsten Gillibrand para ocupar o assento deixado vago por Hillary ao se tornar secretária de Estado.

Já 49% dos entrevistados afirmam que Caroline e seus assessores são os responsáveis pelo fato de a filha do presidente John F.

Kennedy ter retirado, na última hora, sua candidatura, enquanto 15% atribuem a responsabilidade ao governador.

Por outro lado, 12% dos 1.047 eleitores nova-iorquinos ouvidos na pesquisa asseguraram que tanto Caroline quanto Paterson são culpados pelo fiasco, e 24% disseram estar indecisos.

Enquanto isso, 46% aprovaram a nomeação de Gillibrand, frente a 30% que rejeitaram e 24% de indecisos.

A pesquisa, realizada entre 23 e 25 de janeiro, tem uma margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG