Carne contaminada com radiação foi vendida em Tóquio

É o mais recente caso de ameaça à saúde por conta do vazamento nuclear provocado pelo terremoto que atingiu o país

Reuters |

A segunda maior rede varejista do Japão afirmou neste domingo ter vendido carne de gado contaminado por radiação nuclear. Esse é o mais recente caso de ameaça à saúde por conta do vazamento nuclear provocado pelo terremoto que atingiu o país.

Casos envolvendo legumes, chá, leite, frutos do mar e água já despertaram a ansiedade dos japoneses, apesar de as autoridades afirmarem que os níveis de radiação não são perigosos.

A Aeon afirmou que vendeu a carne contaminada numa loja em Tóquio e em mais de uma dezena de lojas nos arredores da capital. A radiação continua a vazar da usina de Fukushima, quatro meses depois do terremoto.

Num comunicado, a Aeon declarou que o gado de Fukushima comeu ração contaminada. O Japão deve agora banir o comércio da carne da região, disse um membro do gabinete neste domingo.

Não está claro por que tal medida ainda não havia sido tomada, o que pode intensificar as críticas de que o governo tem sido lento em resposta à crise.

    Leia tudo sobre: MUNDOJAPAOCARNECONTAMINADA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG