Paris, 9 jul (EFE) - A primeira-dama da França, Carla Bruni, disse hoje que faz tempo que não é italiana e que está à espera de receber seu passaporte francês. Já não sou italiana...

Há algum tempo me naturalizei francesa e espero meu passaporte", afirmou a esposa do presidente francês, Nicolas Sarkozy, em uma entrevista à rádio "France Inter".

A emissora entrevistou a cantora e ex-modelo por ocasião do lançamento, na próxima sexta-feira, de seu terceiro álbum "Comme si de rien n'était".

Bruni, nascida em Turim em 1967 em uma rica família italiana, se tornou a terceira esposa de Sarkozy em 2 de fevereiro em cerimônia íntima no Palácio do Eliseu. EFE ik/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.