Revista Gala mantém vivos crescentes boatos sobre gravidez de primeira-dama francesa, que se nega a falar sobre o assunto

Reuters
Carla Bruni participa de cerimônia oficial em Orly, na França
A primeira-dama da França, Carla Bruni, dará à luz seu segundo filho em meados de outubro, informou nesta quarta-feira a "Gala", uma das revistas favoritas dos franceses.

A publicação diz ter fontes confiáveis que confirmam a gravidez e a data do parto da ex-modelo e cantora.

Com a informação, a publicação mantém vivos os crescentes boatos sobre a gravidez de Carla, de 43 anos, que em recentes entrevistas não quis falar sobre o assunto, alegando proteção à sua vida privada e ao trabalho de seu marido.

"Meus lábios estão fechados, não por arrogância nem por apreço ao secretismo, mas para proteger todo o trabalho que faz (Nicolas Sarkozy)", disse no início do mês em uma entrevista com leitores do jornal "Le Parisien".

Na terça-feira, Bruni confirmou que, "por razões pessoais e profissionais", não irá à 64ª edição do Festival de Cannes , que abre nesta quarta-feira com o filme de Woody Allen "Midnight in Paris", longa-metragem em que interpreta a diretora de um museu.

Segundo a revista, Carla não espera gêmeos, como também se especulou, e há sinais "inequívocos" de que a primeira-dama, contra suas preferências habituais, está optando há semanas por roupas folgadas, "abandonou seus famosos cigarros mentolados Vogue e suas cervejas Corona eventuais" e engordou um pouco.

Os rumores sobre a suposta maternidade começaram em abril, após a divulgação pela revista "Closer", e foram seguidos por inúmeros silêncios de porta-vozes oficiais e de alguns desmentidos à imprensa por parte da família.

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.