Carla Bruni chama atenção em entrevista coletiva de Sarkozy na cúpula do G8

LAquila (Itália), 9 jul (EFE).- Carla Bruni, esposa do presidente da França, Nicolas Sarkozy, que participa hoje da cúpula do Grupo dos Oito (G8, formado pelos sete países mais desenvolvidos do mundo, mais a Rússia) fez uma aparição surpresa durante a entrevista coletiva concedida por seu marido, captando imediatamente a atenção dos fotógrafos.

EFE |

Carla foi vestida com um discreto vestido branco, com gola canoa e não deu declarações, mas se manteve sorridente e foi embora no final da coletiva.

Sarkozy a elogiou publicamente por ter dado "um caráter humanitária e não turístico" a sua estadia na cidade italiana de L'Aquila.

"Carla decidiu dar a sua viagem uma dimensão humanitária e não turística e por isso escolheu dormir aqui, (no Quartel da Guarda de Finanças, no bairro de Coppito, lugar da cúpula) em vez de em um hotel", disse Sarkozy.

A primeira-dama chegou no início da tarde de hoje a L'Aquila, para acompanhar seu marido durante a cúpula do G8 e, especialmente, para visitar as zonas destruídas pelo terremoto do dia 6 de abril, que causou 299 mortes e deixou dezenas de milhares de desabrigados.

Carla não quis participar do programa preparado pela Presidência italiana do G8 para as esposas dos chefes de Estado e de Governo que foram à cúpula, que visitaram em grupo os lugares afetados pelo terremoto.

Durante a entrevista coletiva, Sarkozy negou que sua esposa tivesse decidido ir sozinha à área para chamar atenção.

O presidente francês acrescentou que amanhã se unirá a Carla Bruni na sua visita pelos lugares atingidos pelo terremoto. EFE jl/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG