Carla Bruni agrada franceses, mas primeira-dama preferida é Bernadette Chirac

Paris, 6 abr (EFE).- Passados dois meses desde que se tornou primeira-dama da França, a cantora e ex-modelo italiana Carla Bruni é considerada elegante, moderna, simpática e discreta pela maioria dos franceses, mas, ainda assim, fica muito atrás de Bernadette Chirac na avaliação da população.

EFE |

Segundo uma pesquisa publicada hoje pelo jornal "Le Parisien", que em uma reportagem analisa a forma como Bruni vem se moldando à nova função, 81% dos franceses acham que a mulher de Jacques Chirac, o antecessor de Nicolas Sarkozy na Presidência, foi a que melhor representou a França.

Atrás de Bernadette no ranking das melhores primeiras-damas, aparecem as esposas de Charles de Gaulle e de Georges Pompidou, com 70% das preferências, de François Mitterrand (69%) e de Valéry Giscard d'Estaing (59%).

Entre as mulheres de presidentes da V República francesa, Bruni só fica na frente de sua mais recente atecessora e segunda ex-muher de Sarkozy, Cécilia Ciganer, que, de acordo com a pesquisa, representou bem o país apenas para 36% da população.

Mas, por outro lado, 72% dos entrevistados não têm empatia por Bruni, e 55% acham que ela não tem senso político.

E apesar de 60% dos franceses acharem que atual primeira-dama ajudará a "modernizar" a imagem da França e de 47% acreditarem que ela vai contribuir para a promoção da cultura francesa no exterior, 64% pensam que ela não vai ajudar a melhorar a opinião que eles têm do chefe de Estado.

Sarkozy e Bruni se casaram em 2 de fevereiro, três meses e meio depois de o presidente ter se separado de Ciganer, que também voltou a se casar. EFE ao/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG