Cáritas italiana vai intensificar assistência a imigrantes

Roma, 6 fev (EFE).- A Cáritas diocesana de Roma intensificará a assistência de saúde aos imigrantes ilegais nas próximas semanas, depois que nesta quinta-feira o Senado italiano aprovou uma lei que permite aos médicos denunciar os imigrantes ilegais, informou hoje a instituição em comunicado.

EFE |

Apesar de a lei ainda ter que passar pela Câmara Baixa para sua aprovação definitiva, a Cáritas romana considera que se trata de uma norma cujos efeitos imediatos na saúde pública podem ser perigosos por causa do "clima de medo que está causando".

Por isso, também serão realizadas atividades dirigidas a informar aos imigrantes que, enquanto a lei não tiver entrado em vigor, eles podem continuar indo aos centros de saúde sem risco de serem denunciados.

A Cáritas de Roma acredita que esta medida seja modificada no curso dos trabalhos parlamentares, e torna sua a declaração da Conferência Episcopal Italiana na qual se diz que não se pode não defender quem passa por necessidades.

A organização adverte também que o "respeito escrupuloso" à deontologia por parte do pessoal de saúde impede a denúncia, como foi assinalado várias vezes pela Ordem dos Médicos e pelos maiores sindicatos e organismos da categoria. EFE if/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG