Caricatura de Obama com turbante provoca indignação no comitê de campanha

A revista americana The New Yorker publicou uma manchete nesta segunda-feira com a caricatura do candidato democrata à presidência americana Barack Obama vestido de militante islâmico, considerada de mau gosto e ofensiva por seu comitê de campanha.

AFP |

A caricatura mostra Obama no Salão Oval da Casa Branca, com um turbante na cabeça e babucha nos pés, cumprimentando a mulher Michelle com uma kalachnikov pendurada no ombro, e uma bandeira americana queimando na chaminé. No muro, um cartaz do chefe da Al-Qaeda, Osama bin Laden.

A New Yorker, um das revistas preferidas dos intelectuais americanos e considerada de esquerda, explicou que quis denunciar com esta caricatura "a campanha de medo e desinformação" realizada contra o senador de Illinois.

"Muitos leitores a considerarão de mau gosto e ofensiva, e nós concordamos", reagiu o diretor da comunicação de Obama, Bill Burton.

O porta-voz do candidato republicano John McCain, Tucker Bonds indicou por sua vez que a equipe do senador do Arizona era "inteiramente de acordo" com a indignação do comitê de campanha de Barack Obama.

aje/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG