O cargueiro Arctic Sea, misteriosamente desaparecido no final de julho, se encontra a uns 750 km de uma das ilhas do arquipélago de Cabo Verde, informou uma fonte militar que não quis ser identificada.

"A guarda costeira de Cabo Verde está em contato com as agências e organismos internacionais que informam, a todo momento, a evolução do avanço do barco", acrescentou a fonte.

O arquipélago de Cabo Verde se situa no Oceano Atlântico, a 450 km do litoral do Senegal.

Navios de guerra russos realizam buscas do "Artic Sea", de bandeira de Malta, do qual não se tem notícias desde o fim de julho após a passagem pelo Canal da Mancha.

O presidente russo, Dmitri Medevedev, determinou na quarta-feira ao ministro da Defesa, Anatoli Serdiukov, a adoção das medidas necessárias para encontrar e, se necessário, liberar o cargueiro e a tripulação russa.

O navio, contactado em 28 de julho pela guarda costeira de Dover (sul da Inglaterra), deveria ter ancorado em 4 de agosto em Bejaia, na Argélia.

O cargueiro foi visto na madrugada de 29 para 30 de julho, durante a passagem por Ouessant, nas costas do noroeste da França, segundo o Centro Regional Operacional de Vigilância e Salvamento (CROSS).

O "Arctic Sea", com tripulação russa, transportava um carregamento de madeira finlandesa avaliado em mais de um milhão de euros e devia ter chegado à Bejaia, na Argélia, em 4 de agosto.

Em 3 de agosto, a Interpol advertiu os britânicos que o cargueiro foi abordado no dia 24 de julho por homens encapuzados quando estava em águas suecas, no Mar Báltico. Os homens permaneceram a bordo por 12 horas.

Segundo analistas, o cargueiro teria sido vítima de uma nova forma de pirataria marítima em águas europeias.

bfi/fp/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.