Cardeal visita feridos e parentes de mortos em tumulto para ver papa

Luanda, 22 mar (EFE).- O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, visitou hoje os 89 jovens que ficaram feridos neste sábado durante um tumulto na entrada do estádio de Luanda, e confortou a família de uma das duas mortas na tragédia, informou o porta-voz vaticano, Federico Lombardi.

EFE |

Bertone foi ao hospital onde estão os feridos acompanhado do Substituto da Secretaria de Estado (número três do Vaticano), Fernando Filoni; do núncio em Angola, Giovanni Angelo Becciu, e do arcebispo de Luanda, Damião Antonio Franklin.

Também visitaram o hospital os ministros de Segurança, Assuntos Exteriores e Cultura e a governadora de Luanda.

Bertone conversou com a família de Celine, de 22 anos, uma das duas vítimas. A outra, que não estava com documentos, ainda não foi identificada.

O cardeal expressou à família da vítima a "dor" e a tristeza do papa.

Após confortar a família, Bertone se aproximou dos corpos das duas moças e rezaram por alguns minutos.

O Governo angolano se comprometeu a ajudar as famílias das duas vítimas, e o Vaticano pediu para ser informado sobre as investigações do incidente.

Segundo as primeiras informações locais, o tumulto começou ao meio-dia (local), quando foram abertos os portões do estádio Dois Coqueiros para receber os milhares de jovens que se encontrariam com o papa à tarde. EFE jl/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG