Cardeal morre de infarto pouco antes da beatificação do papa

Religioso foi encontrado morto em seu quarto, pouco antes de seguir para a cerimônia que tornou santo João Paulo 2º

EFE |

O cardeal espanhol Agustín García-Gasco, arcebispo emérito de Valência, morreu neste domingo em Roma devido a um infarto, aos 80 anos. Segundo informações do arcebispado da cidade espanhola, o cardeal "foi encontrado sem vida em seu quarto na residência das Obreiras da Cruz pouco antes do horário previsto para que ele se dirigisse à cerimônia de beatificação do papa João Paulo 2º na Praça de São Pedro".

Agustín García-Gasco Vicente nasceu em Corral de Almaguer, na província de Toledo, em 12 de fevereiro de 1931. Formado em Teologia pela Universidade de Comillas, foi ordenado sacerdote em 26 de maio de 1956. Em 1985, foi nomeado bispo titular de Nona e auxiliar da Arquidiocese de Madri-Alcalá.

Em 24 de julho de 1992, foi nomeado arcebispo de Valência, sede na qual permaneceu após, no início de 2006, ter apresentado sua renúncia, como necessário por ter completado 75 anos.

Em julho de 2006, recebeu em Valência o papa Bento XVI em sua primeira viagem à Espanha para presidir o V Encontro Mundial das Famílias. Agustín García-Gasco foi nomeado cardeal pelo papa no segundo consistório convocado por Bento XVI, no dia 24 de novembro de 2007.

O cardeal foi um dos bispos mais combativos da política do governo socialista de José Luis Rodríguez Zapatero, sobretudo em relação a algumas leis, como a de casamentos entre homossexuais e a que acelerou os processos de divórcios.

    Leia tudo sobre: JOÃO PAULO IIBEATIFICAÇÃOinfarto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG