Roma, 25 dez (EFE).- O cardeal de Milão, Dionigi Tettamanzi, anunciou a criação de um fundo, que chamou de Fundo família-trabalho, para ajudar as famílias que enfrentam problemas econômicos pelo desemprego de algum de seus membros e que foi dotado de um valor inicial de um milhão de euros.

Tettamanzi fez o anúncio no Duomo (catedral) de Milão durante a missa de Natal, afirmando que esse dinheiro sai do percentual do imposto de renda que os milaneses destinam a obras de caridade, dos donativos recebidos nestes dias, de medidas de poupança na diocese e de uma quantia pessoal sua.

O cardeal centrou sua homilia de Natal na solidariedade cristã e defendeu "gestos concretos" de solidariedade da comunidade cristã local com as famílias que estão em dificuldade pela perda de seus empregos, devido à atual crise econômica mundial.

Tettamanzi reconheceu que sua iniciativa é "uma gota d'água em um mar de necessidades", mas espera que, com isso, a Igreja milanesa manifeste sua solidariedade para com aquelas pessoas que perderam o emprego, para que mantenham sua dignidade. EFE jl/ab/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.